Onde anda agora a perfeição

  • on 28/06/2007
  • Onde anda agora a perfeição que andava unida
    à fronte de um lavor sem mácula? Onde estás
    agora, ó perfeição, diadema da vida,
    que a harpa da luz tocava e não modula mais?
    Alexandria, moradia do fugaz,
    tu, roseiral de areia viva na descida
    dos desertos ao mar, tu, perfume e ferida
    e inconclusão – onde anda agora esse rapaz?
    Breve parêntese entre a imagem e a semelhança,
    mal te demoras neste mundo, ó perfeição,
    que harmonizaste, como os corpos numa dança,
    aquele par, metades duplas da ambição
    de perpetuar o passageiro – ah, quem te alcança
    agora, ó fluidez, ó fuga, ó deserção...?

    O que vocês leram acima é o soneto nº 69 da primeira parte — As Epifanias — do livro A Imitação do Amanhecer, de Bruno Tolentino, publicado pela Editora Globo.
    Share |

    2 Recados:

    Le Chasseuse ! disse...

    Aquilo que há de mais alto em você, para então brilhar.
    Uma árdua procura !

    Anônimo disse...

    I don't understand nothing... But, I like! 8D

    By: Krystal ~ Kryy ;3