Anjos e Demônios

  • on 14/11/2007
  • Eu juro que ia fazer um post sobre o leitor que não comenta, afinal já está mas que atrasado, e de fato cheguei a prometer a um deles que iria faze-lo. Mas o dia de hoje não podia pasar em branco, o dia em que o bem e o mal travaram uma luta de vida ou morte em minha cabeça, em minha alma.
    Poucas vezes antes senti tamanha agressividade de cada lado, o desejo e a razão, a volúpia e a sensatez, cada qual com suas armas, suas artemanhas e seus segredos, todos em batalha, todos por causa de uma única decisão...

    Uma decisão, toda uma vida para, no caso duas, para esperar que alguém tome uma decisão. Diga um sim ou um não, fale venha ou fique, continue ou pare, quero ou nego. Decidir...

    Decidir é o outro nome de ser adulto, de ser homem, e decisões como estas não são fáceis. Quando o prazer e a correção estão de lados opostos é inevitável que se tenha momentos de indecisão, de recuos, de revira voltas. Ok inevitável é exagero, na verdade devem existir homens de moral inabalável, que diante de qualquer tentação não só sabem onde está o caminho certo, como o seguem no mais puro reflexo. Sem duvidar, sem pestanejar. Oh! que inveja destes homens!

    Eu não, eu sou fraco, mas claro, sei distingui o certo do errado, mas não opto pelo certo automaticamente, não cheguei a esse nível de firmeza moral, de integridade ética, comumente paro e reflito, e depois de pesar tomo minha decisão! Mas mesmo assim ainda refaço e desfaço. É o caos. Contudo, em geral, os embates morais são simples de resolver, não este, esse é avassaladoramente difícil.

    Por fim, depois de deixar o céu por ser escuro e ir ao inferno a procura de luz, tomei minha decisão, minha inabalável decisão.

    Isso tudo me remete ao que estudei sobre uma religião chamda Zoroastrismo, Os princípios do zoroastrismo consistem na existência de um deus único (Ahura Mazda ou Ormuz Mazda), sábio, criador e guia de tudo, que não tem preferências, que acolhe a todos com o mesmo carinho. Ahura Mazda é ajudado por seis espíritos Amesas Spenta (Imortais Sagrados), que o auxiliam na realização de seus desígnios: Vohu-Mano (Espírito do Bem), Asa-Vahista (Retidão Suprema), Khsathra Varya (Governo Ideal), Spenta Armaiti (Piedade Sagrada), Haurvatat (Perfeição) e Ameretat (Imortalidade), que Juntos travam luta permanente contra o princípio do mal, Angra Mainyu (ou Ahriman), por sua vez acompanhado de entidades demoníacas: o mau pensamento, a mentira, a rebelião, o mau governo, a doença e a morte que procuram corromper os homens trazendo o mal para o mundo.

    Bem e Mal não são apenas valores morais reguladores da vida cotidiana dos humanos, mas são transfigurados em princípios cósmicos, em perpétua discórdia. A luta entre Bem e Mal origina todas as alternativas da vida do universo e da humanidade. A vitória definitiva de Ormuzde sobre Arimã só poderia ocorrer se Zaratustra conseguisse formar uma legião de seguidores e servidores, forte o bastante para vencer o Espírito Hostil, e expurgar o Mal do universo. Nesse sentido, Bem e Mal são princípios criadores e estruturadores do universo, que podem ser observados na natureza e encontram-se presentes na alma humana. A vida humana é uma luta incessante para atingir a bondade e a pureza, para vencer Angra Mainyu e toda a sua legião de demônios cuja vontade é destruir o mundo criado por Ahura Mazda.

    O zoroastrismo é uma religião, ética, baseada no conhecimento e na responsabilidade individual, seus ensinamentos estabelecem a prática das boas ações, a pureza de pensamentos, palavras e obras, a pureza de coração, a verdade, a caridade, a bondade, a humildade, o respeito, a amizade, a felicidade.

    Me sinto de certa forma assim, sou ao mesmo tempo guerreiro na luta eterna do bem contra o mal, mas também palco dessa batalha. Sou guerreiro de uma batalha que é eterna e universal, mas cabe toda ela dentro de mim.

    Mario Quintana


    "Olho em redor do bar em que escrevo estas linhas.
    Aquele homem ali no balcão, caninha após caninha,
    nem desconfia que se acha conosco desde o início
    das eras. Pensa que está somente afogando problemas
    dele, João Silva... Ele está é bebendo a milenar
    inquietação do mundo!"


    As vezes é melhor ser um imbecil...
    Share |

    3 Recados:

    Sarah disse...

    Eita Djan, isso até me levou a comentar aqui...heheheh
    Sai desse corpo que n te pertrence, diabinho..hehehehe
    A vida é um eterno conflito mesmo...

    Uchiha Sasuke? disse...

    Djan, você estava inspirado, não?
    Mas, no fim, você sempre tem a razão. Decidir é algo tão extraordinariamente difícil!
    Ficamos cambaleando com o peso dos problemas apenas porque não nos decidimos por acabar com eles, ou paramos durante horas para cogitar uma possível decisão, decidimos nos embebedar e tragar um maldito cigarro simplesmente para não decidir.
    A vida é uma grande decisão. Especialmente entre viver ou não.

    Lu Poeta disse...

    Ninguem � totalmente anjo e ninguem � totalmente demonio!!!!