O Homem de Três Mil Anos

  • on 03/11/2007
  • Aqueles meus leitores mais atentos já preceberam a belíssima citação de Goethe que uso na abertura do Blog "Quem, de três milênios, não é capaz de se dar conta, vive na ignorância, na sombra, a mercê dos dias, do tempo." Está frase é uma chamada a reflexão, tirei da abertura do Livro "Mundo de Sofia" de JOSTEIN GAARDER, o livro em si merece um post proprio, hoje trato apenas da citação.

    Que raios é esse negócio de homem de três mil anos?

    Todos nós somos muito mais que está carne que nos dá a vida, e não estou falando de alma, estou falando de cultura, de tradição e tecnologia, somos fruto de uma sociedade que vêem se construindo, aos trancos e barrancos, a pelomenos três milênios.  Quem não entende isso é de fato vive na maior das trevas, as trevas da ignorância.

    Um poema que vejo cair como uma luva, e explicar tudo isso melhor que eu,  é do fantástico Mario Quintana:

    "Olho em redor do bar em que escrevo estas linhas.
    Aquele homem ali no balcão, caninha após caninha,
    nem desconfia que se acha conosco desde o início
    das eras. Pensa que está somente afogando problemas
    dele, João Silva... Ele está é bebendo a milenar
    inquietação do mundo!
    "

    Entendo que qualquer discussão, seja a mais banal ou a mais técnica deveria ser vista apartir dessa premissa.
    Share |

    4 Recados:

    Uchiha Sasuke? disse...
    Este comentário foi removido pelo autor.
    Uchiha Sasuke? disse...

    Sendo pressionada pela minha mãe a sair do computador, ainda assim, cá estou.
    Engraçado comentar da ignorância, ou melhor, da falta de boa cultura. Pareço reclamona e rude enquanto comento, novamente, olhando para os que me olham, sobre o quanto a humanidade ruina na ignorância, mas é nisso que mais penso. Será que somos apenas mais ignorantes? Bem, acho que só por nos questionarmos sobre isso já fazemos parte de uma parcela culturada da população.
    "Só sei que nada sei.", essa frase nos salva em certos momentos, afinal, no fundo, nada mesmo sabemos.

    Quando não estiverem no meu pé virei deixar um bom comentário, realmente. Obrigada pelo seu!
    Bjs \o

    Le Chasseuse ! disse...

    O Brasil tem dessas coisas.

    peço desculpas pela ausência..

    ".. caninha após caninha .."

    Lu Poeta disse...
    Este comentário foi removido pelo autor.