As 10 maiores fraudes científicas

  • on 03/03/2008
  • Segundo a revista galileu do mês de março esses são os candidatos a nobel da mentira científica:

    1-Trote Embrionário: Com fama de ter clonado um cachorro no ano passado o sul-coreano Woo-Suk Hwang forjou os resultados de uma pesquida com células-tronco humanas a partir de células de clones.

    2-On the Rocks: Em 1989, o norte americano Stanley Pons e o britânico, Martin Fleischmann divulgaram um aparelho capaz de fundir átomos a temperatura muito mais baixa do que as usadas em reações termonucleares.Era uma fria

    3-Índio que Ipod: Em 1971, o governo filipino anunciou a descoberta da tribo tasaday, que falava língua estranha, comia animais selvagens e usava artefatos de pedra.Jornalistas descobriram que os nativos viviam em casas, produziam carne-seca e usavam calças Levi´s

    4-Memória Líquida: Em um artigo na revista Nature em 1988,o francês Jacques Benveniste propôs que a água tem memória,ou seja, guarda traços de elementos que por ela tenham passado. Os defensores da homeopatia festejaram, pois isso explicaria a eficácia do tratamento. Pena que nem a água lembra mais das idéias de Benveniste.

    5-O Homem Macaco- O arqueólogo inglês Charles Downson "achou" a ossada de homem com crânio de formas humanas e queixo parecido com o de macaco. Em 1953, 40 anos depois os cientistas desmontaram o quebra-cabeça: uma junção de crânio de homem com queixo de orangotango. O elo perdido entre o homem e seus ancestrais, se perdeu.

    6-Já pra Sibéria: A partir dos anos 1920, o biólogo soviético Trofim Denisovich Lysenko inventou fórmulas absurdas para aumentar a produção agricola. Fazia coisa como misturar trigo de inverno com trigo de primavera numa mesma plantação. Com isso esperava desenvolver uma espécie que pudesse ser plantada e colhida em qualquer época do ano. Suas idéias não Brotaram.

    7-Supervisão: Nos primeiros anos de século 20, o mundo celebrava a descoberta do raio X. Isso parece ter inspirado o físico francês René Blondlot.Na mesma época ele afirmou ter descoberto o raio N, na época outros cientista disseram ter produzidos em seus laboratórios raios N. A pergunta é: como pode ter visto algo que não existe?

    8-Mentira de Peso: O físico Victor Ninov e sua equipe publicaram, em 1999, a descoberta dos elementos químicos 118- o mais pesado que poderia existir- e 116. No ano seguinte, a equipe não conseguiu reproduzir a experiência. Investigações provaram que Ninov havia forjado os resultados.

    9-Gene de Gênio: Na década de 70, o psicólogo inglês Cyril Burt propôs que o quociente de inteligência seria determinado geneticamente. Para chegar a esse resultado, inventou personagens e falsificou dados. Espertinho, não?

    10-Papel Aceita Tudo: O alemão Jan Hendril Schon foi demitido dos laboratórios Bell por alterar dados em esperiências sobre luz e supercondutividade entre 1998 e 2001. Conceituado ele publicou suas farsas em revistas como Science e Nature.

    Depois de tudo isso tire suas conclusões, sobre se o que a ciência diz é verdade.
    Share |

    4 Recados:

    Anônimo disse...

    Falta a principal: «global warming».

    Djan Krystlonc disse...

    Verdade, nem de longe essas fraudes do passado chegaram a ter a importancia do aquecimento global.

    Anônimo disse...

    Desculpe, mas acho que Benvenist publicou de novo outro estudo semelhante, e outra pesquisadora (Ennis, M) publicou outros dois artigos com os mesmos resultados. Acho que daqui à pouco o estudo do Benvenist pode deixar de ser considerado fraude

    Djan Krystlonc disse...

    Verdade, recentemente li um artigo muito interessante k.andarilho.net/eqhxm, que se correto traz a tona novamente a questão da memória da água.